Arquivo de novembro \25\UTC 2007

Blog porno? o.O

Certo, vocês podem reclamar do quanto eu atualizo “frequentemente” esse blog, mas…tava olhando as estatísticas no Painel de Controle olha o que eu encontro lá.

Deixe um comentário

[morroida mode] Me fodi [/morroida mode]

É, já vi que dessa vez já era. Eu sou inveterada e inegavelmente fã de MMORPGs e faz um bom tempo que me “dedico” a um ótimo exemplar, Lineage. Como a vida sorri de uma maneira sádica e cruel para mim não tem como eu jogar na versão oficial do bicho, o que me faz recorrer a servidores privados(ou piratas, se preferir, pessoalmente acho “servidores privados” uma maneira mais politicamente correta de me referir a eles).

O problema no caso é que meu PC não é assim uma Brastemp e isso se aplica com muita importância quando alguém resolve jogar um jogo como Lineage que exige uma configuração nada modesta da sua máquina(só não sei dizer se a Microsoft tomou a NCSoft(produtora do jogo) como base na hora de tomar a decisão dos requisitos mínimos necessários para se rodar o Windows Vista ou se foi o contrário).

A versão mais nova, Interlude(considerando que a Kamael ainda não saiu oficialmente), conseguiu deixar meu PC bem lento e como eu ando jogando com 3 contas tornou-se um bocadinho complicado. Já to até vendo que se eu quiser ter equipamentos bons no jogo só se for em servidores de rate alto(traduzindo, onde a quantidade de Experiência e outros ganhos é mais elevada, e em alguns servidores BEM mais elevada, que no normal). O que jogo vai ficar difícil sendo que eu sou chato a ponto de querer fazer meus próprios equipamentos para não precisar pagar 10 vezes mais caro comprando de outra pessoa, além de depender de aparecer algum infeliz vendendo as coisas que eu quero.

“É só uma merda de jogo” você pode estar dizendo ou pensando. Sim, concordo completamente, mas considerando que é o que tem mantido minha (parcial) sanidade mental distraindo minha cabeça só posso fazer como o Morróida e largar um sonoro ME FODI. >.<

Deixe um comentário

Reminiscência 2

Tava aqui de bobeira jogando conversa fora. Acabou que a conversa me levou pro passado, pra algumas lembranças dos meus dias de guri que não se preocupava com nada além de fazer bagunça. Putz, deu uma puta de uma saudade daquele tempo, das brincadeiras, da galera, das amizades que sumiram indo cada uma pelo seus respectivos caminhos.

Eu não morava aqui em Lauro de Freitas, morava em Salvador e todo fim de semana vinha pra cá na casa dos meus avós. Meu era muita gente. Amigos, irmãos, primos…Todo mundo no meio da baderna deixando nossos pais de cabelo em pé fazendo tanta coisa que não era exatamente o que eles classificariam com as coisas mais apropriadas a se fazer, principalmente por haver garotos e garotas juntos, depois crianças e adolescentes que tem a mente suja e pensam sacanagem, na época ( >.< ) a gente nem pensava nesse tipo de coisa.

Especificamente, hoje eu acabei lembrando em especial de umas amigas que nem apareciam tanto por aqui, vinham mais nos feriados prolongados. Eu me lembro mais de Núbia, Carol e Núria. Carol em especial, já que tinha uma queda por ela, pena que na época eu era ainda mais besta do que sou hoje e nunca tive coragem de dizer isso pra ela e fazer o que tinha mesmo vontade(nada de teor erótico, que fique bem claro, sou um cara do tipo excessivamente romântico), dar um belo de um beijo naquela boquinha linda.

Para se ter uma idéia, uma vez fui convidado para acompanhar as gurias num banho de piscina noturno, mas me deu um puta de um cagaço e eu arreguei. Nem preciso mencionar que eu lamento e amarguro profunda e miseravelmente ter negado cair naquela piscina naquele dia, digo, noite, com elas. Cinco lindas e encantadoras garotas que ficaram de papo comigo lá, já que eu pelo menos tive a decência de ficar do lado de fora conversando com elas. Sei lá viu, eu tinha um medo irracional da tia delas, a mulher era super gente boa, mas me dava uma impressão estranha que eu não sei explicar.

Na verdade eu estava louco pra me jogar ali dentro (na água, seu bando de mente suja xD ) e não conseguia tirar os olhos de Carol, aquele olhar e aquele sorriso lindo são coisa de louco, imagino quem seja o maldito desgraçado sortudo que tem a “posse” deles hoje em dia…<inveja>

Houveram algumas coisas que sempre me deixavam cada vez com mais vontade de dar umas pegadas nela(com todo o devido respeito e cordialidade, claro, já disse, sou romântico, uma chegada abrupta não é meu estilo). Uma coisa que nunca esqueci foram as vezes em que ela e suas primas resolveram invadir uma partidazinha de futebol que a gente tava fazendo e insistiram em jogar junto. Imaginem 4 gurias de bikini fazendo questão de jogar bola. Hehehehe, foi engraçado demais, elas batiam MUITO, e de novo, lá estava minha querida Carol de goleira e eu na zaga (ou o contrário), ou ela derrubava qualquer infeliz que chegasse perto dando uma senhora bicuda na canela alheia ou dizia para eu fazer o mesmo se eu fosse o zagueiro, mas não importasse quem estivesse descendo o cacete, ela vinha depois e me dava um belo de um abraço pra comemorar (sim, eu sei, eu sou um imbecil que nunca tive coragem de beijar aquela linda garota, mas putz….eu tinha o que? Uns 13-14 anos e na época [porra me senti um velho agora o.O] não era assim tão “normal” aborrescentes nessa idade estarem ficando assim tão facilmente =( ).

Algo que eu lamento de verdade é que perdemos contato. Elas simplesmente pararam de vir pra cá de uma hora pra outra e a tia vendeu a casa. Teve um dia que até vi uma garota no Iguatemi daqui de Salvador que eu achei que fosse Carol, mas não consegui alcançar ela e a criatura sumiu no meio da multidão. Uma pena, seria ótimo se tivesse conseguido falar com ela. Sempre que lembro dessas coisas, e de um tempo pra cá eu ando lembrando bastante dessas coisas que aconteciam quando eu era guri, me da saudade daquele tempo. É bem aquele tipo de saudade que a gente fica desejando poder voltar no tempo, voltar pra uma época que a gente se sentia tão bem.

Já gostei de um bocado de gente nessa vida, me relacionei com algumas, outras me mandaram pros quintos dos infernos ou coisa pior, mas sei lá, quando lembro de pessoas com quem tive um envolvimento meio que inocente como esse eu tenho mesmo muita vontade de poder viver isso novamente. Quem sabe um dia eu não me esbarro com uma delas na rua, possivelmente com a doce Carol. =)

Deixe um comentário