De volta para o passado

As vezes nós pensamos “e se eu pudesse voltar no tempo? O que faria?” Confesso que essa idéia tem me passado bastante pela cabeça. Talvez assistir Being Erica seja o motivo pra isso.

Being Erica é um seriado canadense produzido pela CBC Television e é centrado em Erica Strange, sua vida, seus afetos, desafetos e até alguns traumas de personalidade.

Logo Being Erica

Tudo começa quando ela conhece Dr Tom, um psiquiatra que tem a estranha capacidade de enviar sua consciência (de Erica) de volta a algum ponto de sua vida em que ela teve algum tipo de problema que afeta sua vida atual, indo desde conflitos de colégio à morte de seu irmão Leo em um trágico acidente. Erica cresce, percebe que alguns desses problemas existiam apenas na sua cabeça e não eram tão significantes quanto achava que era. Com a ajuda de Dr Tom, Erica muda de vida.

(pausa)

Podem me chamar de influenciável, acho que pra algumas coisas eu realmente sou, mas…whatahell…quem nunca pensou sobre isso atire a primeira pedra! [se esconde atrás da porta] As vezes eu fico pensando, e isso já acontecia muito antes da série sequer ser produzida em 2008, “e se eu pudesse decidir sobre aquele assunto sabendo o que a decisão atual causou? Como afetaria minha vida?” Claro, nós não temos um Dr Tom pra fazer por nós o mesmo que acontece com Erica, mas algumas possibilidades realmente passam pela minha cabeça, como, principalmente,  não aceitar ficar com a Eve quando ela ainda morava aqui, me envolver com algumas garotas no segundo grau e o tipo de envolvimento nesse ponto, algumas alunas de um curso de informática no qual eu era monitor, mais umas de um pré-vestibular que eu fiz, umas gurias de minha adolescência e pré-adolescência e um assunto delicado…minha ex.

Hoje, por mais que eu tenha ficado indiferente sobre ela, seria preciso avaliar muita coisa sobre permitir me envolver com ela ou não.  Sim, eu passei (ou achei que passei, como assim descobri anos depois com a Eve) o inferno no fim do relacionamento. Sim, eu tinha uma outra opção na época e acabei escolhendo seguir por esse caminho, mas o que aconteceu com isso e após isso? Algumas das melhores pessoas que eu conheci eu conheci e me aproximei exatamente por compartilhar com essas pessoas o mesmo tipo de sentimento de ser traído e abandonado. Se não fosse por isso não teria uma “base” pra dar início a nossa amizade. Por mais que eu tenha ficado mal com a situação, eu não trocaria nenhuma dessas pessoas pela minha ex, isso sendo que eu nunca tive contato com nenhuma delas que não por meio virtual (infelizmente).

Pra essas pessoas especiais, meu sincero “I LOVE YOU, BABIES!”

About these ads
  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: